A Oportuna Invest

A Primeira Fintech de Precatórios do Brasil

Fundada em 2001, a Oportuna combina tecnologia e investimentos de forma objetiva: desenvolvemos uma tecnologia inteligente para prospectar e obter melhores investimentos na área de ativos judiciais.

Dirigida por Luiz Corino e Francisco Corino, pai e filho combinam suas expertises nos mercados financeiro e de TI na Oportuna Invest, gerenciando uma equipe interna de mais de 40 pessoas.

“Nossa ideia é deixar esse mercado de precatórios federais mais dinâmico com uma empresa focada em investimentos usando a tecnologia desenvolvida nesses aportes”, diz Luiz Corino, graduado em Administração de Negócios pela Fundação Armando Álvares Penteado – Faap, e com mais de 13 anos de expertise no mercado financeiro, estruturando fundos de precatórios e vendendo produtos customizados para bancos, empresas familiares e gestores de fundos.

Além do faro para os investimentos, foi profundamente necessária a expertise de Francisco Corino, engenheiro de produção, formado pela Politécnica, em 1974, com mestrado na PUC RJ em Inteligência Artificial. “Sempre gostei de me envolver e conhecer tanto quanto os usuários conheciam”, conta. Essa curiosidade foi fundamental na criação da Oportuna, cujo foco principal era, a princípio, a tecnologia.

Conforme o tempo passou, perceberam que podiam unir suas expertises e transformar a Oportuna no que ela é atualmente. “Com experiência em desenvolver sistemas para empresas do mercado de investimentos, nos animamos com esse mercado que mistura tecnologia e mercado financeiro”.

Hoje, a empresa conta com uma equipe treinada e um sistema bastante complexo e desenvolvido, com dezenas de bots que filtram e realçam informações, deixando cada vez mais ágil e eficiente o processo de auditoria dos ativos. Isso facilita não só a auditoria, mas toda a transparência dos processos, controle de qualidade das operações e relacionamento com investidores e cedentes de ativos.

Dúvidas frequentes

O que é um precatório?

Precatórios são formalizações de requisições de pagamento de determinada quantia por beneficiário, devida pela Fazenda Pública, em face de uma condenação judicial definitiva, ou irrecorrível.

O que é um precatório federal alimentar?

Precatório Federal alimentar é uma ordem de pagamento proveniente de sentenças judiciais contra a Fazenda Pública Nacional no qual a legislação julga que seja de cunho alimentício para subsistência do indivíduo.

Ao se esgotarem as possibilidades de recursos, a ação é transformada em um Precatório Federal Alimentar. A partir daí, a Fazenda é obrigada a quitar a dívida com o credor, relativa ao Precatório Federal Alimentar.

Após o requerimento do autor, o juiz envia o pedido ao presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) para que este, após ouvir o Ministério Público Federal e obter parecer favorável, requisite a verba junto à autoridade administrativa responsável pelo pagamento do Precatório Federal Alimentar.

Depois de ser julgada definitivamente procedente, não cabendo mais recursos, a ação entra na fase de execução e por consequência em Precatório Federal Alimentar. Ao final desta etapa, o juiz envia um ofício ao presidente do TRF para a requisição de pagamento do Precatório Federal Alimentar, que ai sim recebe o nome de Precatório Federal Alimentar.

O Tribunal Regional Federal exige, então, que a Fazenda Pública inclua no orçamento o dinheiro necessário para esse pagamento, ou seja, do Precatório Federal Alimentar.

O Precatório Federal Alimentar é um valor devido pela união que correspondem a salários, vencimentos, pensões ou indenizações a pessoas físicas, por danos físicos e morais, morte ou invalidez. 

Depois de incluídos na lei orçamentária, o Precatório Federal Alimentar expedido deve ser pago seguindo a ordem cronológica de sua apresentação, conforme indica o artigo 100 da Constituição Federal, de acordo com a redação dada pela Emenda Constitucional n° 30/2000.

Portanto, o Precatório Federal Alimentar tem preferência na hora do pagamento. Este crédito, ou seja, o Precatório Federal Alimentar, é pago o ano subsequente a sua propositura.

O que é uma Lawtech?

Abreviação de Legal Technology – law (advocacia) e technology (tecnologia) –, o termo lawtech é usado para nomear startups que criam produtos e serviços de base tecnológica para melhorar o setor jurídico. Essa é a explicação curta.

Trazendo para o universo prático, podemos dizer ainda que lawtechs (ou legaltechs) são empresas que desenvolvem soluções para facilitar a rotina dos advogados, conectar cidadãos ao direito e mudar, em menor ou maior grau, a forma de atuação do poder Judiciário.

O que é uma Fintech?

Fintech é um termo que surgiu da união das palavras financial e technology. Fintech são maioritariamente Startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do Sistema financeiro. Essas empresas possuem custos operacionais muito menores comparadas às instituições tradicionais do setor.

O que é Auditoria?

Auditoria é o processo em que o processo do ativo judicial é minuciosamente verificado e validado por nossa equipe jurídica parceira especializada.

Telefones
0800 580 8811
(11) 3031-8811
(11) 4765-0700
Falar com um consultor

Inicie uma conversa por WhatsApp agora mesmo com um de nossos consultores e precifique seu precatório federal com a Oportuna Invest.

Últimas notícias

Precatórios
20/08/2021

Proposta do governo prevê parcelamento de precatórios da União em dez anos

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 23/21, do Poder Executivo, muda o pagamento de precatórios (dívidas do governo com sentença judicial definitiva). Até 2029, aqueles com valor acima de…
Precatórios
03/08/2021

‘Devo, não nego, pagarei assim que puder’, diz Guedes sobre precatórios

Ministro afirma que PEC para parcelar as dívidas da União não é calote e que o governo tem possibilidade de pagar à vista todos os passivos abaixo de R$ 450…
Precatórios
12/04/2021

Pagamento de precatórios é prorrogado até o final de 2029

Prazo foi ampliado em mais cinco anos após aprovação da PEC Emergencial, no final de março. Comemorada por possibilitar a nova rodada do auxílio emergencial, a PEC Emergencial introduziu, em segundo…